Adesivagem de carros com propaganda política pode comprometer o seguro em caso de sinistro

Quem decide plotar o automóvel ou concorda em fazer uso de adesivos com propaganda de candidatos nestas eleições precisa estar atento, pois tal hábito pode afetar diretamente o seguro do veículo. Isso pode acontecer em questões de valores e até mesmo o cancelamento da apólice, deixando os segurados sem direito a indenização em caso de sinistro.

A cada ano eleitoral, é comum que os carros se tornem verdadeiros outdoors ambulantes de candidatos e partidos políticos. Neste sentido, algumas empresas do mercado exigem que, em caso de adesivagem, o veículo seja enquadrado como “de uso comercial” ou “para fins publicitários”, o que encarece o valor do seguro. Na verdade, pela Lei, qualquer tipo de plotagem que remeta ao uso comercial ou publicitário do veículo pode comprometer a apólice.

Por isso, ao contratar um seguro para um automóvel, o segurado deve responder a um questionário que avalia a possibilidade de riscos a serem sofridos. Quando o proprietário omite que esse carro será utilizado para uso comercial, atesta que está de acordo com a não cobertura de possíveis danos se esse for utilizado para esse fim.

É fundamental que o proprietário do veículo mantenha contato com sua seguradora, converse com seu corretor de seguros e certifique-se quais são as normas e procedimentos da seguradora e se ela apresenta alguma restrição na cobertura do veículo. Em Rondonópolis, a Service Corretora de Seguros oferece apólices específicas para cada tipo de situação.

Entre em contato pelos telefones (66) 3026-1431 / (66) 992161056 ou pelo site e tire suas dúvidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *